Letras UFABC

29/08/2012

O sublime da paródia

Filed under: Geral,Rapidinhas Linguísticas,Vídeos — Gabriel Kernnuak Farias @ 23:47
Tags: , , , ,

Compreende-se por paródia a reprodução humorística, irônica ou burlesca de uma determinada obra literária. Tal interação, contudo, que é estabelecida a partir da recriação de uma obra já existente (por vezes conferindo-lhe novo sentido) também pode ocorrer em outros campos da arte que não estejam necessariamente ligados à linguagem escrita – existem paródias de músicas e filmes, por exemplo.

O Spoleto recorreu à paródia para construir, seguramente, uma das propagandas mais legais dos últimos tempos. Sem recorrer a velhos chavões, a empresa se aproveitou de uma crítica, publicada semanas atrás, ao modelo de atendimento utilizado em seus restaurantes e produziu uma peça bem humorada, valendo-se de grande genialidade para contornar um problema.

A crítica, abaixo, foi originalmente publicada pelo canal Portadosfundos.

E a resposta, rápida, pelo perfil Spoletobr.

14/09/2010

Rapidinhas Linguísticas – 3

Olá! Como vão? Agora mais uma rapidinha linguística para vocês!

FUNÇÃO FÁTICA

Define-se função de linguagem por f(x) = … Ôpa, calma, calma, mentira!

Vamos falar sério!

Função de linguagem é o resultado da intenção e do sentido que se quer dar a uma mensagem ao elaborá-la.


A função fática é aquela em que o emissor da mensagem tem a intenção de manter contato com o destinatário. Veja exemplos:

Quando o professor diz à sala:

“Entenderam?”

“Prestem atenção aqui…”


Em conversas ao telefone:

“Tá me ouvindo?”

“Hum… hum…”


O “plim! plim!” da Rede Globo tem por fim a função de chamar a atenção do espectador para a televisão, pois o espectador poderia estar distraído com os comerciais.


Em conversas em que os interlocutores estão frente a frente, a função fática visa a conexão psicológica entre os interlocutores. O que se quer, nesse caso, é garantir a manutenção da conversa e a atenção do interlocutor.



Até mais!

Bibliografia: PORTUGUES- De Olho no Mundo do Trabalho- TERRA,Ernani; NICOLA, Jose de- Volume Único para Ensino Médio – Edição 1 – Editora Scipione – SÃO PAULO- SP- 2004

Ana Carolina

Letras – UFABC

31/08/2010

Rapidinhas Linguísticas – 2

Olá! Como vão vocês? Estamos de volta com mais uma rapidinha linguística! E o assunto de hoje é: REDUNDÂNCIA. Vamos colocar aqui algumas redundâncias  que muitas vezes nem percebemos que falamos.

Criar “novas” vagas de emprego

Em criar já está implícita a idéia de novo. Então basta CRIAR VAGAS DE EMPREGO.


Amanhecer “o dia”

Se amanheceu, então é dia! Portanto basta dizer que AMANHECEU.

Repetir “outra vez”

Em repetir temos a idéia de “dizer outra vez”. Então basta REPETIR.


Referência: “1000 erros de português da atualidade” – Luiz Antonio Sacconi, Ed. Escala Educacional.

Letras – UFABC

29/07/2010

Rapidinhas Linguísticas – 1

Filed under: Rapidinhas Linguísticas — Letras UFABC @ 21:48
Tags: , , , , ,

Olá! Hoje começamos uma nova série de postagens aqui no Letras, e essa série tratará da nossa maltratada, judiada, ignorada e por vezes assassinada língua portuguesa. O uso correto da língua, respeitando situações e contextos, é essencial para qualquer pessoa, tanto em ambiente profissional como em ambiente informal. Pensando nisso, você poderá conferir dicas rápidas que vão te ajudar a conhecer e utilizar melhor sua própria língua, nos sentidos conotativo e denotativo.

E a primeira dica é:

SEJE ou SEJA?

É comum ver as pessoas usando o SEJE, apesar disso ele NÃO EXISTE! Não se engane, em todos os casos use o SEJA, sim, soa leve, soa belo. O SEJA (e não o seje) está presente na conjugação do verbo ser no modo subjuntivo e é usado para diversos fins sintáticos e semânticos numa frase. Portanto:

__________________________________________________________________________________________________________________

Então até a próxima e não se esqueça, cuide bem da nossa língua!

Ana Carolina

Letras – UFABC

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: